Saúde de BM intensifica alerta aos moradores que tiveram contato com enchentes

15/04/2019 - 18:26

étano e Leptospirose são os principais riscos de contaminação após o contato com a enchente. As doenças são graves e podem oferecer grandes complicações a saúde dos afetados. Pensando nisso, desde a última chuva, no dia 7 deste mês, a prefeitura de Barra Mansa e a secretaria de Saúde, vêm intensificando o chamado sobre a importância daqueles que tiveram algum tipo de acidente durante a enchente a se vacinarem. A vacina antitetânica esta sendo disponibilizada em todas as Unidades Básicas da Saúde da Família (UBSF), do município.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Imunização de Barra Mansa, Marlene Fialho, as pessoas que tiveram algum acidente com material cortante e contato com a água, se tiveram mais de cinco anos da última vacinação é necessário reforçar a imunização.

– Para estar imunizado, por até dez anos, a pessoa deve tomar as três doses da vacinação antitetânica. Porém, se nesse período de fortes chuvas e grandes enchentes alguém se acidentou com um prego, vidro ou qualquer tipo de material cortante e tiver mais de cinco anos da última dose, pode comparecer a um posto e pedir o reforço – explicou.

Ainda segundo Marlene, não existe uma vacina específica contra a Leptospirose. No entanto, as pessoas têm que ficar atenta aos sintomas da doença.

– Os principais sintomas são: febre alta, dor muscular intensa, principalmente na região das panturrilhas, dor de cabeça, mal estar, manchas vermelhas no corpo, náuseas, vômitos e diarreia – pontuou a coordenadora, acrescentando. “Sentindo esses sintomas a pessoa deve se encaminhar o mais rápido possível a um hospital e lá informar que teve contato com a enchente”, completou.