Procon de Volta Redonda realiza fiscalizações nos postos de GNV

08/11/2018 - 11:48

O Procon de Volta Redonda, junto com a Guarda Municipal e a Secretaria de Fazenda, realizaram uma fiscalização em alguns postos de Gás Natural Veicular (GNV) do município. Com o objetivo de fiscalizar e mapear se há abuso no valor cobrado na bomba, a ação ocorreu ainda para levantar a regulamentação dos postos e saber se está tudo em conformidade.

Para o Coordenador Administrativo do Procon, Alexandre Masse, esta ação vai se tornar frequente com a finalidade de evitar o exagero e acompanhar o preço que o dono do posto paga no metro cúbico e quanto ele vende.

"No caso de alguma irregularidade, na nossa visita iremos orientar os comerciantes para que eles tomem alguma providência e se adequem aos preços", ressaltou Alexandre.

Essas visitas são feitas em 80% dos postos de GNV do município e muita das vezes escolhidas através das reclamações dos clientes, no Procon. Para eles, o preço médio varia entre 3,60 a 3,70 o metro cúbico.

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, lembra que o objetivo dessas fiscalizações é fazer com que essas empresas não aproveitem  desse produto para lucrar em cima dos consumidores.

"A concorrência  sempre é saudável e o mais beneficiado têm que ser sempre o consumidor. Desenvolvemos na prefeitura várias ações visando a ampla concorrência. Gostaríamos que os órgãos estaduais e federais, que são os verdadeiros responsáveis pela fiscalização de postos, ajudassem a cidade em diminuir os preços abusivos", disse, acrescentando que a vinda de novas empresas também significa mais vagas de emprego.